Algarve: CPA reuniu com autarquias e CCDR

Zona para discussão de ideias, esclarecimento de dúvidas e apresentação de propostas sobre o autocaravanismo.

Algarve: CPA reuniu com autarquias e CCDR

Mensagempor Paulo » quinta fev 09, 2012 9:18 am

Parabéns pela iniciativa.

Faço votos de que a motivação do autocaravanista itinerante tenha sido a mensagem passada, bem como a diferenciação entre "estacionar" e "acampar", dado que são conceitos não entendidos claramente por muitos autarcas, nem por alguns autocaravanistas, e nem mesmo por alguns representantes de clubes da nossa praça.

fonte: Jornal Diarionline
Representantes da direção e da delegação regional do Clube Português de Autocaravanas (CPA) reuniram na segunda-feira com a Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL) e com a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve (CCDR).

Os «Critérios para a constituição de uma rede de acolhimento para o autocaravanismo na região do Algarve», documento apresentado pela CCDR, foi considerado pelo CPA como “uma parte importante de um projeto mais amplo que poderia tomar a forma de uma plataforma de entendimento”.

Apoiar a implementação de todas as medidas relacionadas com o autocaravanismo e tendentes à protecção ambiental, ao ordenamento do trânsito automóvel e ao desenvolvimento económico das populações que não configurem discriminação negativa do autocaravanismo e do veículo autocaravana isoladamente considerado, são os objetivos fundamentais apontados pela CPA.

Outras metas passariam por apoiar a criação nos espaços públicos de estacionamento para viaturas ligeiras, de lugares apropriados às diferentes dimensões dos veículos e em quantidade proporcional ao número de lugares de cada parque; e condenar o aconselhamento público de locais para parqueamento de autocaravanas que não constem da rede de acolhimento para o autocaravanismo na região do Algarve.

O CPA esclarece, em comunicado, que a plataforma de entendimento agora apresentada não constitui um documento acabado, tornando-se suscetível de alterações totais ou parciais, desde que não se exclua do texto o conceito de “discriminação negativa do autocaravanismo e do veículo autocaravana”.

A associação continua aberta ao diálogo e disponível para participar em eventuais futuras reuniões com vista à construção de um acordo entre as partes.





Informação recebida via e-mail, por parte do CPA:
Comunicado 2012/03 - AMAL, CPA e CCDR-ALG reunidos em Faro



AMAL, CPA e CCDR-ALG reunidos em Faro


Representantes da Direcção do CPA e da Comissão Coordenadora da Delegação Regional do Algarve do CPA reuniram com a Associação de Municípios do Algarve (AMAL) e com a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve (CCDR-ALG), no dia 6 de Fevereiro de 2012, em Faro, na sequência de uma reunião realizada no dia 18 de Janeiro de 2012, em Lisboa, com a CCDR-ALG.

Os “Critérios para a constituição de uma rede de acolhimento para o autocaravanismo na região do Algarve”, documento apresentado pela CCDR-ALG, foi considerado pelo CPA como uma parte importante de um projecto mais amplo que poderia tomar a forma de uma Plataforma de Entendimento.

A Plataforma de Entendimento, proposta pelo CPA, compreenderia os seguintes pontos:

1 – Apoiar e participar na implementação de uma rede de acolhimento para o autocaravanismo na região do Algarve conforme documento a ser divulgado;

2 – Assumir a substância da Declaração de Princípios da Plataforma de Unidade, anexa a esta Plataforma de Entendimento;

3 – Apoiar a implementação de todas as medidas relacionadas com o autocaravanismo e tendentes à protecção ambiental, ao ordenamento do trânsito automóvel e ao desenvolvimento económico das populações que não configurem discriminação negativa do autocaravanismo e do veículo autocaravana isoladamente considerado;

4 – Apoiar a criação nos espaços públicos de estacionamento para viaturas ligeiras, de lugares apropriados às diferentes dimensões dos veículos e em quantidade proporcional ao número de lugares de cada parque;

5 – Condenar, por lesivo dos interesses dos autocaravanistas, do ambiente, do ordenamento do trânsito automóvel e, a médio prazo, do desenvolvimento económico das populações, o aconselhamento público de locais para parqueamento de autocaravanas que não constem da rede de acolhimento para o autocaravanismo na região do Algarve.

A reunião terminou com o CPA a esclarecer que a Plataforma de Entendimento agora apresentada não constituía um documento acabado e que, assim, era susceptível de alterações totais ou parciais, desde que não se excluísse do texto o conceito de “discriminação negativa do autocaravanismo e do veículo autocaravana”.

O CPA continua aberto ao diálogo e disponível para participar em eventuais futuras reuniões com vista à construção de uma real Plataforma de Entendimento.

CPA, 07 de Fevereiro de 2012

Pel’ A Direcção

Rui Narciso
Presidente

Avatar do Utilizador
Paulo
Moderador
 
Mensagens: 1446
Registado: terça Oct 18, 2005 11:59 pm
Localização: Faro

Re: Algarve: CPA reuniu com autarquias e CCDR

Mensagempor Teresa Paiva » sexta fev 10, 2012 3:26 am

Boa noite

Para os mais “distraídos" é altura de compreender a importância da Declaração de Princípios que a maioria das entidades ligadas ao autocaravanismo subscreveu.

A Declaração de Princípios, que tem a força que todos os que a subscreveram lhe dão, é um documento fundamental nas negociações em que se discute o futuro do autocaravanismo.

É na Declaração de Princípios que estão os pontos essenciais que defendem o autocaravanismo responsável e dos quais não nos devemos esquecer se não quisermos ver os direitos, enquanto autocaravanistas, cerceados.

Saudações

Teresa Paiva
Teresa Paiva
 
Mensagens: 21
Registado: segunda fev 21, 2011 12:42 pm
Localização: V.N.Gaia

Re: Algarve: CPA reuniu com autarquias e CCDR

Mensagempor Haddock » sexta fev 10, 2012 2:25 pm

Distraídos não andamos!
Andamos até bastante preocupados pelo facto de um único clube de autocaravanistas (serão?) querer ditar a todos os outros a sua maneira de estar.
A concubinagem entre os interesses dos autocaravanistas e dos campistas (proprietários de parques) continua.
Mas enfim isso deve ser o reflexo da personalidade dos seus dirigentes (de alguns pelo menos).

Vitor Silva
Haddock on the road
"Façam o favor de ser felizes"
Avatar do Utilizador
Haddock
 
Mensagens: 101
Registado: terça mar 03, 2009 9:33 pm
Localização: Azeitão/Portugal

Re: Algarve: CPA reuniu com autarquias e CCDR

Mensagempor forum_admin » sexta fev 10, 2012 3:23 pm

Boa tarde,

Nós campingcar Portugal, sempre apoiamos a diversidade de entidades, como factor positivo para o desenvolvimento do autocaravanismo. Sempre considerámos que mais importante de quem o faz, e da sua maior ou menor dimensão ou número de sócios, é o que se faz e como.

Não temos por hábito permitir a discussão de assuntos internos de clubes, mas devemos trocar opiniões, sobre acções de clubes/entidades, cujo reflexo abrange sem dúvida todos os autocaravanistas, que não só os seus sócios, o que é nitidamente o caso do assunto aqui colocado.

Apenas pedimos que esta discussão seja feita, olhando para a acção e respectivas consequências positivas ou negativas, e não para o autor.

Obrigado a todos.
A Equipa CampingCar Portugal
http://www.campingcarportugal.com
Avatar do Utilizador
forum_admin
Site Admin
 
Mensagens: 406
Registado: terça Oct 18, 2005 9:37 pm

Re: Algarve: CPA reuniu com autarquias e CCDR

Mensagempor Paulo MB » sexta fev 10, 2012 8:14 pm

Boa noite,

Parabéns ao forum_admin por ter dito o que disse.
A bem do autocaravanismo devemos ter respeito por todos os clubes que se batem pela causa do Movimento Autocaravanista. O diálogo entre todos é fundamental e a boa é ainda mais.

Um abraço,
Paulo Moz Barbosa
Porto
(viajo numa Hymer CL 622 C)
Avatar do Utilizador
Paulo MB
 
Mensagens: 343
Registado: segunda mar 08, 2010 10:43 pm
Localização: Porto

Re: Algarve: CPA reuniu com autarquias e CCDR

Mensagempor Paulo » sábado fev 11, 2012 12:11 am

Teresa Paiva Escreveu:Para os mais “distraídos" é altura de compreender a importância da Declaração de Princípios que a maioria das entidades ligadas ao autocaravanismo subscreveu.

A Declaração de Princípios, que tem a força que todos os que a subscreveram lhe dão, é um documento fundamental nas negociações em que se discute o futuro do autocaravanismo.

É na Declaração de Princípios que estão os pontos essenciais que defendem o autocaravanismo responsável e dos quais não nos devemos esquecer se não quisermos ver os direitos, enquanto autocaravanistas, cerceados.


Cara Teresa,
Como sabemos, não tenho dúvidas sobre a Declaração de Princípios, em si, como texto. Sobre este assunto por aqui me fico.

O que me suscita hoje em dia muitas dúvidas é o entendimento de boas praticas que é passado e formado pelos sócios de alguns clubes. Não vou aqui especificar os mesmos, pois não é esse o objectivo, mas sim a questão conceptual que lhe está associada.

Poderei ser mais concreto se lhe disser que já encontrei por duas vezes Delegados Regionais de um determinado clube com posturas pouco abonatórias num local onde está previsto o estacionamento. Posso-lhe dizer mesmo que da última vez, no primeiro fim-de-semana de 2012, um ex-Delegado tinha um AVANÇADO (!!) montado numa zona de estacionamento. Esta situação é bastante desanimadora e até nos aporta alguma vergonha!

Não é importante qual o sócio ou qual o clube, mas é deveras preocupante que haja pessoas com responsabilidades associativas que não distinguem conceitos básicos. Assim, como poderemos exigir que o comum autocaravanista, desinformado, cumpra as regras de ouro, ou a declaração ou o RESPECT?

Não tenho dúvidas sobre a importância de um trabalho necessário e intenso que há a fazer dentro dos clubes para atingir o maior número de pessoas, no sentido de lhes passar um entendimento correcto do autocaravanismo itinerante. Note-se que dentro das associações há canais diretos muito propícios a esta formação e na minha perspectiva não estão a ser eficazmente utilizados, nem vejo uma preocupação geral com esta matéria. Aqui poderei estar "distraído", como refere.

Tudo isto para lhe explicar os votos que formulei no meu post, no sentido de que a mensagem passada à AMAL e CCDR tenha sido a mais correta. Repare que, se assim foi, fico bastante satisfeito como autocaravanista.

Abraço,
Avatar do Utilizador
Paulo
Moderador
 
Mensagens: 1446
Registado: terça Oct 18, 2005 11:59 pm
Localização: Faro

Re: Algarve: CPA reuniu com autarquias e CCDR

Mensagempor Teresa Paiva » sábado fev 11, 2012 2:14 am

Caro Paulo

Embora não querendo identificar o Clube a cujos sócios se refere, é óbvio que se refere ao CPA pois é o único Clube com Delegados Regionais, que saibamos.

Como saberá os sócios do CPA, que são mais que um milhar, não são pessoas de outro planeta e, assim, é estatisticamente provável, embora criticável, que assumam posturas autocaravanistas pouco próprias. E o mesmo se aplicará a pessoas com responsabilidades associativas pois há um departamento que ainda não controlamos: o do policiamento.

E fica o alerta que o CPA agradece, com certeza.

Mas acho que anda mesmo “distraído” pois nunca tanto como, presentemente, foi levada à prática uma pedagogia autocaravanista dentro do CPA.

E fico admirada (ou “distraída”) que o Paulo relacione estas questões para explicar a sua preocupação com a mensagem passada à AMAL e CCDR.

Mas se ler com atenção a mensagem, que foi passada, está perfeitamente clara no Comunicado da Direcção do CPA, aqui transcrita e entenderá a minha chamada de atenção para a importância da Declaração de Princípios.

Pessoalmente sempre entendi a palavra”princípios” como algo que se defende.

Um abraço

Teresa
Teresa Paiva
 
Mensagens: 21
Registado: segunda fev 21, 2011 12:42 pm
Localização: V.N.Gaia

Re: Algarve: CPA reuniu com autarquias e CCDR

Mensagempor danibeja » sábado fev 11, 2012 3:12 pm

Teresa Paiva Escreveu:Pessoalmente sempre entendi a palavra”princípios” como algo que se defende.
Teresa


Boa tarde,

Sim senhor a acção é boa... , o problema é que continua a existir palavras neste e noutros textos que podem levar à obrigação dos Autocaravanistas, estacionarem dentro de parques de Campismo/Autocaravanismo...

3 – Apoiar a implementação de todas as medidas relacionadas com o autocaravanismo e tendentes à protecção ambiental, ao ordenamento do trânsito automóvel e ao desenvolvimento económico das populações que não configurem discriminação negativa do autocaravanismo e do veículo autocaravana isoladamente considerado;

5 – Condenar, por lesivo dos interesses dos autocaravanistas, do ambiente, do ordenamento do trânsito automóvel e, a médio prazo, do desenvolvimento económico das populações, o aconselhamento público de locais para parqueamento de autocaravanas que não constem da rede de acolhimento para o autocaravanismo na região do Algarve.


Como se percebe "ao ordenamento do transito automóvel", para quem percebe só um "pouquinho de trânsito", o ordenamento (significado: transmitir uma ordem) é uma imposição, logo acredito que mais de 90% dos Autocaravanistas não se revejam na totalidade com esta proposta, pois é limitadora dos nossos direitos, liberdades e garantias.

Só a iliteracia ( Incapacidade para perceber ou interpretar o que é lido ),o bom senso ou a intenção de ludibriar a opinião pública, pode levar alguém a fazer outrem acreditar, que neste texto, não existem palavras que nos empurram para os Parques Campismo/Autocaravanismo, mas podem ter a certeza que enquanto eu for Autocaravanista, "não me levam a melhor".
Se não era a intenção, antes de passar à prática, consultem alguém entendido em literacia, para que não exista dúvidas da mensagem que querem transmitir.

Contem com o meu apoio e dedicação para alterar a Declaração de Princípios, se assim os seus autores entenderem...

Acredito também que não ficaria perfeita ( a agradar a todos ), mas uma certeza teria, nenhum parque de Campismo a poderia utilizar em seu beneficio.

Como disse no passado, o que precisamos é de um Regulamento/DL/L e não de uma Declaração, mas entendo que para o "show off" fica bem...

Grande abraço,

Danibeja
"Nós poderíamos ser muito melhores se não quiséssemos ser tão bons."
( Sigmund Freud )

"O Autocaravanismo é uma forma de Automobilismo."
Daniel Beja

Membro do Clube Autocaravanista Itinerante

Knaus Sun Traveller 500 - Fiat 2.8 IDTD
danibeja
 
Mensagens: 1029
Registado: domingo nov 08, 2009 9:11 pm
Localização: Queluz, O Técnico de Bricolage do Clube de Autocaravanismo da Abeceira

Re: Algarve: CPA reuniu com autarquias e CCDR

Mensagempor Teresa Paiva » sábado fev 11, 2012 5:08 pm

Companheiro Danibeja

A relação existente entre autarquias e autocaravanismo é muito diferente, conforme se trate de localidades do interior ou do litoral.

Também o comportamento dos autocaravanistas o é.

Estas são realidades a que não podemos fechar os olhos mas sim, na medida do possível, tentar um entendimento que não limite o direito ao autocaravanismo.

O que pode muito bem acontecer se considerarmos que apenas temos direitos.

O aparecimento das áreas de acolhimento para autocaravanas é, pelo menos, o reconhecimento de uma área de turismo que tem sido ignorada. O facto de existir uma oferta de opção de estacionamento e pernoita é a meu ver um passo positivo para o autocaravanismo. E tal como para os Parques de Campismo só vai para lá quem quer.

Pessoalmente sou mais adepta destas soluções do que o habitual “tudo ao molho e fé em Deus”, mas cada um deverá ter direito às suas escolhas.

danibeja Escreveu:Só a iliteracia ( Incapacidade para perceber ou interpretar o que é lido ),o bom senso ou a intenção de ludibriar a opinião pública, pode levar alguém a fazer outrem acreditar, que neste texto, não existem palavras que nos empurram para os Parques Campismo/Autocaravanismo, mas podem ter a certeza que enquanto eu for Autocaravanista, "não me levam a melhor".
Se não era a intenção, antes de passar à prática, consultem alguém entendido em literacia, para que não exista dúvidas da mensagem que querem transmitir.


Não por uma questão de iliteracia mas para ajudar a explicar a razão(que me parece foi mal entendida) porque, inicialmente, chamei a atenção para a Declaração de Princípios proponho que se detenham no seguinte:

A Plataforma de Entendimento, proposta pelo CPA, termina com:

"A reunião terminou com o CPA a esclarecer que a Plataforma de Entendimento agora apresentada não constituía um documento acabado e que, assim, era susceptível de alterações totais ou parciais, desde que não se excluísse do texto o conceito de discriminação negativa do autocaravanismo e do veículo autocaravana”."

E consta do seu ponto 2:

"Assumir a substância da Declaração de Princípios da Plataforma de Unidade, anexa a esta Plataforma de Entendimento."

Ora na Declaração de Princípios consta nos seus pontos 4 e 5:

4. Considerar que o acto de estacionar/pernoitar, conforme é acima definido, deve poder continuar a ser efectuado em qualquer local, não proibido por Lei (nomeadamente no Código da Estrada) não podendo as autocaravanas, pelo simples facto de o serem, nomeadamente através de sinalética que não conste de diplomas legais (e que será discriminatória se vier a existir), ser impedidas de o fazer.

5. Considerar que é lesivo da igualdade de tratamento a que todos temos direito a existência de diplomas que legislem de forma discriminatória, impedindo especificamente o veículo autocaravana de estacionar onde outros veículos de igual ou semelhante gabarito o podem fazer.

Intenção de ludibriar ?...

danibeja Escreveu:Contem com o meu apoio e dedicação para alterar a Declaração de Princípios, se assim os seus autores entenderem...

Acredito também que não ficaria perfeita ( a agradar a todos ), mas uma certeza teria, nenhum parque de Campismo a poderia utilizar em seu beneficio.

Como disse no passado, o que precisamos é de um Regulamento/DL/L e não de uma Declaração, mas entendo que para o "show off" fica bem...


Quais seriam as alterações que apresentaria á Declaração de Princípios?

Pessoalmente não considero que, presentemente nenhum Parque de Campismo a possa usar em seu beneficio mas gostaria de saber porque o considera.

Será que o companheiro tem a segurança para afirmar que um Regulamento/DL/L não nos limitaria os nossos direitos?

Saudações
Teresa Paiva
Teresa Paiva
 
Mensagens: 21
Registado: segunda fev 21, 2011 12:42 pm
Localização: V.N.Gaia

Re: Algarve: CPA reuniu com autarquias e CCDR

Mensagempor alexandrechora » sábado fev 11, 2012 7:20 pm

Boas a todos

Não serei o unico a pensar desta forma, até porque, conheço muitos companheiros nossos que pensam de forma similar....

São mais os pontos e elos comuns que nos unem, e apenas um ou dois pontos que nos "segregam".... será possivel que não nos conseguimos entender????, com tão pouco a marcar a diferença ou melhor a potêncial diferença....
Por favor revejam o Português da Declaração, simplifiquem e nem descriminem positivamente ou negativamente o estacionamento de ACs e teremos, sem margem para duvidas, o que a maioria de nós pertende, a união dos autocaravanistas com direito de opção de pernoita fora ou dentro de AS ou Campings ou seja lá mais o que for criado....

Sentem-se á mesa, esqueçam o potêncial protagonismo (não estou a acusar ninguém, bem pelo contrario) e pensem no Autocaravanismo, e lembrem-se a União faz a força e querer é poder, e vocês caros dirigentes de Clubes de Autocaravanistas, não só podem como devem entender-se, em prol de um bem comum a nossa liberdade com responsabilidade.

Um bjnho á D.Teresa e um abraço ao Daniel

Alexandre
Ajudar para ser ajudado, principio da simplicidade...
alexandrechora
 
Mensagens: 526
Registado: sexta Oct 08, 2010 12:40 am
Localização: Lourinhã

Re: Algarve: CPA reuniu com autarquias e CCDR

Mensagempor Paulo MB » domingo fev 12, 2012 4:51 pm

Boa tarde,

Recém chegado aos corpos gerentes do CPA, li com satisfação a última mensagem do Alexandre. O seu apelo não deverá cair em saco roto e pela nossa parte só posso dar a conhecer um dos compromissos que teve a aceitação dos sócios que nos elegeram no passado dia 14 de janeiro: "Plataforma de Unidade - propor a realização de uma Reunião Magna de todos os Clubes essencialmente vocacionados para o autocaravanismo, sem Ordem de Trabalhos prévia, de que não resultará qualquer deliberação que não seja aprovada por unanimidade".
A unidade faz-se na ação. É este o nosso espírito e por ele trabalharemos.

Um abraço,
Paulo Moz Barbosa
Porto
(viajo numa Hymer CL 622 C)
Avatar do Utilizador
Paulo MB
 
Mensagens: 343
Registado: segunda mar 08, 2010 10:43 pm
Localização: Porto

Re: Algarve: CPA reuniu com autarquias e CCDR

Mensagempor Henrique Fernandes » domingo fev 12, 2012 6:52 pm

Caro Paulo MB:
Não imagina a satisfação e conforto que me trazem as suas palavras.
Sabendo que só recentemente assumiu determinadas funções dirigentes não levará a mal que o informe, bem como aos restantes companheiros, de que há um certo tempo atrás uma "reunião alargada" sobre estas matérias só não se efectuou (entre o CPA e pelo menos o CAI, CAS e CGA - ainda não existia a FPA) por ter sido imposta, para a sua realização, a assinatura ou aceitação prévia da famigerada "Declaração de Princípios", de forma incondicional e inegociável, pelos 3 clubes que posteriormente se reuniriam na FPA.
Isto é, ou assinávamos a "Declaração de Princípios" tal como ela estava redigida ou não havia reunião.
Perante isto, depois da devida ponderação e concertação, claro que os 3 clubes não assinaram e resolveram, em contrapartida, avançar para a criação da FPA.
No caso particular do CGA foi sobretudo a questão de à partida ter sido colocada uma "exigência" para o diálogo que nos levou à não-reunião. Isso pesou mais do que as próprias questões imanentes da "Declaração de Princípios", sobre as quais nem sequer dispendemos na altura muita energia. Os sócios simplesmente não aceitaram colocar-se, como soi dizer-se, contra a parede, como condição para dialogar.
Por isso, pessoalmente, sempre considerei que a exigência prévia da subscrição ou aceitação incondicional de tal documento, independentemente da opinião de cada um sobre os seus méritos ou acerca das alterações que merecesse (o que é outro assunto...), revelava pouca inteligência negocial. Aliás, foi essa "exigência" algo rígida e intempestiva que conduziu, em última instância, como se perceberá, à criação da FPA, uma vez que os 3 clubes se viram então confrontados com uma situação de "tudo ou nada".
Agora, decorrido todo este tempo, e depois de criada a FPA, ficamos a saber que existe, finalmente, disponibilidade para uma «Reunião Magna de todos os Clubes (...), sem Ordem de Trabalhos prévia». Considero esta disponibilidade uma atitude muito mais inteligente do que a anterior e por isso só posso saudar esta evolução por parte dos companheiros que anteriormente exigiam e agora deixaram de exigir, se é que são os mesmos.
Dito isto, parecendo afastado um grande obstáculo para uma tentativa de diálogo entre diversos cosmos autocaravanistas, basta-nos aguardar pela concretização dessa disponibilidade em termos formais.
Garanto-lhe que, afastada a exigência que tudo bloqueava, darei o meu contributo pessoal para que esse diálogo entre companheiros de diversos clubes (e da FPA) se faça.
Henrique Fernandes
 
Mensagens: 539
Registado: quarta Oct 28, 2009 8:18 pm
Localização: Guarda Membro do CGA-Clube Gardingo de Autocaravanas

Re: Algarve: CPA reuniu com autarquias e CCDR

Mensagempor danibeja » domingo fev 12, 2012 7:13 pm

Antes de responder, quero voltar a afirmar, que quando escrevo, é da minha inteira responsabilidade, a direcção do CAI e os seus sócios nada têm a ver com o que eu escrevo, sou livre de ter a minha opinião !!!

Teresa Paiva Escreveu:Intenção de ludibriar ?...

danibeja Escreveu:Contem com o meu apoio e dedicação para alterar a Declaração de Princípios, se assim os seus autores entenderem...

Acredito também que não ficaria perfeita ( a agradar a todos ), mas uma certeza teria, nenhum parque de Campismo a poderia utilizar em seu beneficio.

Como disse no passado, o que precisamos é de um Regulamento/DL/L e não de uma Declaração, mas entendo que para o "show off" fica bem...


Quais seriam as alterações que apresentaria á Declaração de Princípios?

Pessoalmente não considero que, presentemente nenhum Parque de Campismo a possa usar em seu beneficio mas gostaria de saber porque o considera.

Será que o companheiro tem a segurança para afirmar que um Regulamento/DL/L não nos limitaria os nossos direitos?

Saudações
Teresa Paiva


Boa tarde,

Companheira Teresa, leu o que eu escrevi ?
1º parágrafo: "existir palavras neste e noutros..."
2º parágrafo: "o ordenamento (significado: transmitir uma ordem) é uma imposição..."
Em relação à sua primeira questão : "Quais seriam as alterações que apresentaria á Declaração de Princípios?", no 1º e 2º parágrafo tem um exemplo desta resposta, pois num documento que se quer pedagógico não pode, nem deve, existir ordens, nem imposições.
Outra alteração importantíssima (se calhar a principal), é exactamente no ponto 4 da Declaração, para não alterar muito, retirando estas partes: "...(nomeadamente no Código da Estrada)...(e que será discriminatória se vier a existir)", passo a explicar, não é só no Código da Estrada que está prevista legislação, até porque a maior parte está no Regulamento Sinalização de Transito, e efectivamente não existe nenhum sinal de informação (no RST) especifico para Área de Serviço, e defendo que a existir algum sinal para ACs, tanto servirá para discriminar positiva, como negativamente.
Mais poderia acrescentar... mas fica para depois............................

A segunda questão que coloca já estava respondida, pois se existir um parque de Autocaravanas ou Campismo, ...para um melhor ordenamento do transito automóvel... somos obrigados a estacionar dentro desses parques, e continuo a achar que não me deve ser imposto, devo ter liberdade de escolher onde estacionar, senão estou a ser discriminado, ou seja, a declaração de princípios, tal como está escrita, contradiz-se...

Terceira questão, nesta questão é que é focada a maior das importâncias, de um Clube e de uma Federação, que se dedique ao Autocaravanismo, pois estas instituições devem unir esforços e junto do legislador devem apresentar soluções concretas para levar a cabo os seus intentos, mas a intenção é limitar as más acções como por exemplo o que está previsto nas regras de ouro, é esse o espírito da lei.
(dou o exemplo dos sindicatos, na criação de legislação laboral, sendo que umas vezes consegue-se, outras nem por isso)

Intenção de ludibriar ?...

Divida a afirmação (que eu fiz) em três partes, deve ser mais fácil de perceber,1ª iliteracia está lá o significado, 2ª bom senso : poder fazer bons julgamentos e escolhas , e 3ª ludibriar : intenção de enganar (espero eu que não, mas já vi de tudo)
pode levar alguém a fazer outrem acreditar, que neste texto, não existem palavras que nos empurram para os Parques Campismo/Autocaravanismo

Como acima provei, existem palavras que nos empurram para Parques Campismo/Autocaravanismo.

Estava a começar a escrever um ultimo parágrafo, mas o companheiro Henrique Fernandes adiantou-se, e não vale a pena repetir... fico a aguardar a possibilidade de dialogo sem obrigações nem imposições.

Grande abraço,

Danibeja
"Nós poderíamos ser muito melhores se não quiséssemos ser tão bons."
( Sigmund Freud )

"O Autocaravanismo é uma forma de Automobilismo."
Daniel Beja

Membro do Clube Autocaravanista Itinerante

Knaus Sun Traveller 500 - Fiat 2.8 IDTD
danibeja
 
Mensagens: 1029
Registado: domingo nov 08, 2009 9:11 pm
Localização: Queluz, O Técnico de Bricolage do Clube de Autocaravanismo da Abeceira

A hora é de unidade...

Mensagempor Mcas » sexta fev 24, 2012 2:17 am

Vivam!

Sinceramente, ainda não percebi porque é que o maior clube português de autocaravanismo não se desvincula da federação campista e contribui para o engrandecimento do movimento associativo autocaravanista.
Há sempre uma altura em que, para crescer, é preciso cortar alguns laços...

Bom fds!
"Não importa onde te leva a viagem mas sim o que ela faz de ti." Gonçalo Cadilhe
---------------------------------------------------------
http://viajantelusitano.wordpress.com
Avatar do Utilizador
Mcas
 
Mensagens: 510
Registado: quarta jan 11, 2006 10:03 pm
Localização: Aveiro

Re: A hora é de unidade...

Mensagempor Haddock » sexta fev 24, 2012 7:33 am

Mcas Escreveu:Vivam!

Sinceramente, ainda não percebi porque é que o maior clube português de autocaravanismo não se desvincula da federação campista e contribui para o engrandecimento do movimento associativo autocaravanista.
Há sempre uma altura em que, para crescer, é preciso cortar alguns laços...

Bom fds!


Porque não quer, meu caro amigo, porque não quer!
Não percebe o meu amigo e não percebem muitos autocaravanistas mas.....o imobilismo impera, ninguém se quer ralar, as eleições são pequenos plebiscitos dos que quiseram, em determinada altura, apanhar os "cacos".
Como disse, e muito bem, bom fds
Haddock on the road
"Façam o favor de ser felizes"
Avatar do Utilizador
Haddock
 
Mensagens: 101
Registado: terça mar 03, 2009 9:33 pm
Localização: Azeitão/Portugal

Próximo

Voltar para Autocaravanismo

Quem está ligado:

Utilizadores a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado e 7 visitantes

cron