Mais cavalos nos motores JTD, TDI, HDI Chip de potência

Área dedicada a troca de informações sobre mecânica, manutenção e bricolage

Mensagempor alexandrechora » sexta jan 14, 2011 8:48 am

Boas Companheiros

De acordo com o testemunho do companheiro Luis, por este motivo e por outros que podem acontecer dentro do mesmo ambito, e por outros já por mim mencionados neste post, é que recomendo o Chip de Potência em vez da reprogramação.

O que resulta para mim, resulta para todos. A regra é simples...

Cumps
Ajudar para ser ajudado, principio da simplicidade...
alexandrechora
 
Mensagens: 526
Registado: sexta Oct 08, 2010 12:40 am
Localização: Lourinhã

Mensagempor majv » segunda mar 21, 2011 12:51 pm

Desde o dia 9 de Janeiro que nada mais tinha colocado aqui no fórum, em relação aos consumos pós-chip, pois queria fazê-lo, sómente após mais algumas verificações das médias obtidas.
Sendo assim, e agora que já tenho 5 consumos calculados, eis os valores obtidos:
1ª – 692 kms, com 59,59 lts, média 8,611 lts/100, com 6,9 no computador de bordo, dando uma diferença de 1,711.
2ª – 251 kms, com 21,00 lts, média 8,367 lts/100, com 6,8 no computador de bordo, dando uma diferença de 1,567.
3ª – 328 kms, com 31,15 lts, média 9,497 lts/100, com 7,6 no computador de bordo, dando uma diferença de 1,897.
4ª – 454 kms, com 38,31 lts, média 8,438 lts/100, com 6,5 no computador de bordo, dando uma diferença de 1,938.
5ª – 1.011 kms, com 85,49 lts, média 8,456 lts/100, com 6,7 no computador de bordo, dando uma diferença de 1,756.

Explicações:
1 - A 3ª média de consumo, foi calculada num “depósito”, em que tive um problema mecânico, e que obrigou a algumas horas com a AC a trabalhar sem rodar (minimo de 3 horas, pois só na Fiat, foi mais de uma hora seguida em testes)...isto é, a fazer subir a média de consumo. Estive tentado a nem colocar aqui esse resultado, e só o fiz para se verificar como o consumo dispara em tais circunstâncias. Na altura da anomalia, a média indicada no computador de bordo, andava nos 6,6...e mal saí da concessionária, fui atestar rumo á 4ª verificação.
2 – Nas 2 ultimas verificações, as velocidades que tentei manter, foram entre 80 e 90 (várias vezes a tocar os 100...) Km/h, isto é, bem acima das que fazia antes do chip, altura em que, a melhor media obtida em solo europeu, havia sido de 8,611, por mera coincidência, idêntica á 1ª agora obtida.

Conclusôes:
1 – Inegável...o chip reduz-me o consumo, para condução idêntica, em cerca de 0,6 a 0,7 lts/100, e agora ainda com mais certeza, pois no presente depósito, que será o 6º, e após 238 kms rodados em condução, essa sim, idêntica á “pré-chip”, o computador de bordo marca 6,1...(e com a AC bem carregada...suspeito mesmo que acima do limite...) logo, deverá vir a dar cerca de 7,9 de real.
2 – Também inegável...o chip, permite-me fazer consumo idêntico ao de antigamente, rodando com cerca de 15% mais de velocidade.
3 – As diferenças entre computador de bordo e real, que antes eram de 0,72 a 0,86, agora dispararam para 1,567 a 1,938...isto é, de um leque de 0,14, para um de 0,371, acima de, aproximadamente 1 lt a mais que a anterior diferença.
4 – Em situações de ultrapassagem, muito mais segurança, pois reage muito melhor a qualquer variação de pressão no acelerador, ou até mesmo, em caso de necessidade, de troca de mudanças.
5 – Quantas e quantas subidas, em que antes tinha de ir á 5ª e por vezes á 4ª, e agora...sempre em 6ª.
6 – Prevejo o retorno do “investimento”, admitindo que fizesse sempre o tipo de condução “antiga” em cerca de 16.000 kms, sendo que 3.000 já lá vão. Em alternativa, conduzindo para obter consumo idêntico ao anterior, tomando como base esses 16.000, daria para fazer mais 2.400, logo..... muitaaaaaaaaaaaaaaaaaas horas a menos, e tempo é dinheiro, embora neste caso nem eu o saiba calcular bem.
7 – E esta, mais que uma conclusão, diria que é uma curiosidade...quando a AC foi á Fiat, não retirei o chip, e, ligada mais de uma hora á “máquina” em testes (tentativa de descobrir o que teria levado a um “subito” calar do motor, com recusa a pôr-se de novo a trabalhar durante alguns minutos.....) o mesmo nem foi detectado, tendo aparecido apenas a mensagem “injecção combustivel” (creio que era isso...sei que significava que teria havido uma falha momentânea na alimentação).
8 – Por ultimo, e como sempre falando apenas e só por mim, estou satisfeito com a opção tomada, e aqui deixo um MUITO OBRIGADO ao nosso Companheiro Alexandre Chora, pelas dicas que deu, e que sem elas, certamente, eu não teria colocado o chip.
Avatar do Utilizador
majv
 
Mensagens: 449
Registado: quarta abr 09, 2008 7:34 pm
Localização: Camarate- Loures

Mensagempor alexandrechora » terça abr 12, 2011 11:10 pm

Boas a todos

Na semana passada fiz uma pequena surftrip de 4 dias, pela costa Vicentina entre Porto Covo e Lagos, com partida e chegada da Lourinhã.

O percurso efectuado: Lourinhã - Vila Franca de Xira - Pegões - Marateca - Alcacer do Sal - Sines e apartir daí pela costa até Lagos. O retorno foi o Inverso.

Condições de condução vento frontal e lateral, forte e muito forte, segundo o windguru, existiram rajadas de 70km/h.
Condições muito complicadas para uma capucine de 6,40 com cerca de 3400Kg.

Para simplificar; atestei 3 vezes sendo a média final dos 3 depositos de 11,4l/100kms.

Atendendo ás condições de condução, vento e ás ultrapassagens efectuadas especialmente a camiões entre Vila Franca de Xira e Sines e o mesmo em percurso inverso. Tendo ainda em consideração que raramente rolei abaixo dos 90Km/h e por vezes em ultrapassagem atingindo os 120km/h (apenas por momentos nas ultrapassagens), sendo a velocidade média por observação de cerca de 100km/h, e naturalmente em zonas menos ventosas....

Considero que fiz uma média excelente atendendo que sou incapaz de viajar com uma condução totalmente direccionada para a economia....

Os 27 cv suplementares vitaminados na minha AC, que totaliza actualmente cerca de 137cv, fazem toda a diferença, promove uma condução mais agradavel e interessante, e em simultaneo promove alguma economia.

Desde Dezembro ainda não tinha feito nenhuma viagem, que me permitisse aferir valores fiaveis, motivo pelo qual, só agora estou a postar este registo muito simplificado. Sem qualquer comparação á sistemização de registo aplicada pelo nosso companheiro Majv.

Cumps

Alexandre
Ajudar para ser ajudado, principio da simplicidade...
alexandrechora
 
Mensagens: 526
Registado: sexta Oct 08, 2010 12:40 am
Localização: Lourinhã

Mensagempor joaquim » quarta abr 13, 2011 8:29 pm

Olá!
Podemos concluir, pelo que afirma o companheiro MAJV que, as indicações de consumos do computador de bordo não são de fiar...Serão todos assim ou apenas alguns...
cumptos!
Avatar do Utilizador
joaquim
 
Mensagens: 459
Registado: quarta ago 12, 2009 3:24 pm
Localização: Abrantes/Moita

Mensagempor alexandrechora » quarta abr 13, 2011 11:11 pm

Boas

Companheiro Joaquim, efectivamente existem discrepâncias entre as médias de consumo indicadas pelo computador de bordo e as médias reais, não apenas pelo chip estar instalado, as discrepâncias entre o computador de bordo e o consumo real já eram observadas, mas em menor decalage.

Pelo feedback que tenho tido de alguns companheiros com diversos tipos de motor, constatam exactamente essa diferença, no entanto varia consoante a marca, até mesmo no mesmo motor só que com anos de fabricação diferente. Cheguei á conclusão e depois de trocar impressões com o fabricante alemão, que; A diferença surge porque a posição do acelerador e o retorno do combustivel são diferentes com chip, uma vez que é necessário menos pressão no acelerador para ter o mesmo desempenho sem chip.

Concluindo, em todas as marcas passiveis de suportar o chip de potência, apresentam diferenças... já concluí que não é defeito, é feitio....

Efectivamente no que sempre podemos acreditar são nas médias reais, conseguidas com deposito atestado até á boca... e aí não falha.... para a mesma condução em regra geral existe uma economia, que no caso do companheiro Majv é cerca de 0,5litros, mas este senhor é o topo da economia de combustivel, ele já batia recordes de consumo antes do chip com o chip ainda poupa cerca de 0,5l.

No meu caso, valoriza a economia, mas perfiro uma condução agradavel e divertida, não tenho paciência, nem conhecimento de condução economica como o nosso companheiro. Ainda assim nesta surftrip, com pranchas no tejadilho e com muito vento, posso afirmar que pelo menos um litro economizei, comparativamente antes de ter chip.

O que efectivamente conta são e sempre serão, as médias reais....

Actualmente tal como já afirmei, existem companheiros que pouco sentem a economia, mas recohecem que rodam a uma média superior e recorrem menos ás relações de caixa..... ou seja não realizam a mesma condução antes do chip.

Cumps a todos

Alexandre
Ajudar para ser ajudado, principio da simplicidade...
alexandrechora
 
Mensagens: 526
Registado: sexta Oct 08, 2010 12:40 am
Localização: Lourinhã

Mensagempor txinho » segunda abr 18, 2011 5:37 pm

Boa tarde a todos,

A minha AC é de 1994 com um motor 2.5 TD, estava a pensar meter um intercooler (isto por conselho do mecánico), contudo gostava de ver a opinião dos mais entendidos (que eu é claro :lol: ) e que mais valias trará, e se compensa é claro, desde já agradeço a ajuda. :wink:
Saudações Rolantes
Concorde 590 XT
Imagem
Paulo Casais
Diretor de Seguros / Gestor de líquidos e derivados
Clube Autocaravanista da Abeceira
Avatar do Utilizador
txinho
 
Mensagens: 494
Registado: sexta mai 07, 2010 10:22 am
Localização: Barcelos

Mensagempor alexandrechora » segunda abr 18, 2011 9:39 pm

Boas a todos

Companheiro Txinho

Na minha opinião, ao adicionar um intercooler, as prestações do seu motor vão melhorar, não lhe consigo dizer quantos cavalos poderá ganhar o seu motor, talvez 10 ou 15cv é uma incerteza, que depende de muitas variaveis, até mesmo o tamanho e a capacidade do proprio intercooler.

O que é um intercooler?

Não é mais que um radiador de arrefecimento, neste caso do ar de admissão do motor.

Como funciona?

O ar entra na tubagem de admissão, é filtrado no filtro de ar, passa pelo intercooler, seguidamente passa pelo turbo que o projecta com maior pressão para dentro dos cilindros através das valulas de admissão.
O ar ao passar pelo intercooler arrefece, ao arrefecer diminui de volume, o espaço intra molecular é menor o que significa que estão presentes mais moleculas de oxigénio no momento da admissão nos cilindros. Se existe mais moleculas de oxigénio no mesmo volume de entrada na camara de compressão dos cilindros, maior é a expansão, logo melhor é o desempenho do motor para a mesma quantidade de combustivel injectado, porque a queima é superior.

Em sintese se o valor for razoável, na aquisição e montagem, vai dar por bem empregue os seus euros.

A fiabilidade do motor não é afectada.

Espero ter ajudado

Cumps
Alexandre
Ajudar para ser ajudado, principio da simplicidade...
alexandrechora
 
Mensagens: 526
Registado: sexta Oct 08, 2010 12:40 am
Localização: Lourinhã

Mensagempor txinho » segunda abr 18, 2011 9:56 pm

Companheiro alexandrechora,

Como sempre uma excelente explicação, muito obrigado :lol: .
Saudações Rolantes
Concorde 590 XT
Imagem
Paulo Casais
Diretor de Seguros / Gestor de líquidos e derivados
Clube Autocaravanista da Abeceira
Avatar do Utilizador
txinho
 
Mensagens: 494
Registado: sexta mai 07, 2010 10:22 am
Localização: Barcelos

Mensagempor time_out » segunda abr 18, 2011 10:28 pm

alexandrechora Escreveu:....O ar entra na tubagem de admissão, é filtrado no filtro de ar, passa pelo intercooler, seguidamente passa pelo turbo que o projecta com maior pressão para dentro dos cilindros através das valulas de admissão...Alexandre


Boa noite

Uma rectificação apenas.

Provavelmente por lapso informa-se que "O ar entra na tubagem de admissão, é filtrado no filtro de ar, passa pelo intercooler, seguidamente passa pelo turbo" quando na realidade deveria ler-se "O ar entra na tubagem de admissão, é filtrado no filtro de ar, passa pelo turbo, onde é comprimido e aumenta de temperatura e seguidamente passa pelo intercooler onde é arrefecido antes de entrar nos cilindros"

Ver em http://www.rtec.ch/turbo_basics.html
time out

Hymer B SL614
(Sintra - Portugal)
Avatar do Utilizador
time_out
 
Mensagens: 1036
Registado: domingo nov 13, 2005 7:48 pm
Localização: Entre Belas e Sintra

Mensagempor alexandrechora » segunda abr 18, 2011 11:35 pm

Boas

Exactamente companheiro Timeout, efectivamente tem toda a razão, esse é o trajecto do circuito de admissão de ar.... passa pelo turbo e depois pelo intercooler. Naturalmente se queremos arrefecer o ar de admissão terá de ser depois do turbo, porque o turbo atinge temperaturas elevadissimas (por vezes mais de 800graus).

Ainda bem que deu pela gralha, companheiro....

Cumps
Ajudar para ser ajudado, principio da simplicidade...
alexandrechora
 
Mensagens: 526
Registado: sexta Oct 08, 2010 12:40 am
Localização: Lourinhã

Mensagempor José Fernandes » quarta jul 20, 2011 5:24 pm

Boas companheiros, depois de adquirir um chip de potência, a minha AC passou de 84 cv, para cerca de 105 cv. Nos 15 dias que estive de férias em Espanha calculei algumas médias que venho aqui relatar.

Após cerca de 3500 km e 6 depósitos de gasóleo, circulando a velocidades entre os 90-110 km, os consumos andaram entre os 10,2 e os 11,8 l e posso dizer que estou satisfeito com o chip. Posso ainda referir que perto de Sevilha estive 16 km numa fila na A49 em para-arranca e a cerca de 40 º C e o ponteiro da temperatura nunca passou de meio, para mim este foi um teste bastante positivo.

Refiro ainda que circulei por zonas com algum declive, o que não me permitiu baixar mais as médias.
José Fernandes
Avatar do Utilizador
José Fernandes
 
Mensagens: 63
Registado: segunda mai 18, 2009 9:51 pm
Localização: Pinhal Novo

Chipe de potência

Mensagempor abarge » sábado Oct 15, 2011 12:15 am

Boa noite a todos
Por motivos de saúde de familiares só agora presto a seguinte informação:

-Instalei, melhor, mandei instalar um chipe de potência na minha AC Challenger com motor Fiat 2.8.
Já tem cerca de 1 mês, mas ainda não possuo dados definitivos sobre esta modificação, porque desde a data da instalação ainda não houve oportunidade para uma saída longa.
De qualquer modo, posso adiantar que na viagem de regresso da Lourinhã até Ovar verifiquei, principalmente nas subidas, que o carro passou a ter outro comportamento, ou seja, sobe mais facilmente mesmo em 5ª velocidade, e mesmo não tendo feito grandes acelerações notei um carro mais solto, isto é, com mais potência.
Embora dispondo do motor 2.8, o fato é que a AC pesa muito próximo ou ultrapassa mesmo os 3500 Kg., e um pouco mais de potência permite um deslocamento mais fácil, o que não tem necessariamente que significar maior consumo, dependendo do pé de cada um.
Quando tiver mais pormenores sobre o assunto informarei.
Uma última referência para o técnico que fez a instalação, o companheiro
Alexandre Chora:
5 Estrelas - Obrigado.

Cumprimentos
A Barge
abarge
 
Mensagens: 2
Registado: sábado ago 06, 2011 11:49 pm
Localização: Ovar

Mensagempor jgomes » terça Oct 18, 2011 8:34 am

*********Editado pela Moderação, a pedido do autor (mensagem duplicada)**********
jgomes
 
Mensagens: 263
Registado: terça mai 22, 2007 10:37 am
Localização: Jou - Murça

Mensagempor jgomes » terça Oct 18, 2011 8:40 am

Bom dia

Venho por este meio solicitar aos Administradores do Forum o favor de apagarem a minha mensagem anterior, pois já em Novembro do ano passado o nosso companheiro Alexandre Chora tinha aqui informado que no modelo do motor da minha Ac, tal não era viável.
Já tinha sido há algum tempo, que de momentos tinha esquecido.
Obrigado.
jgomes
 
Mensagens: 263
Registado: terça mai 22, 2007 10:37 am
Localização: Jou - Murça

Re: Mais cavalos nos motores JTD, TDI, HDI Chip de potência

Mensagempor alexandrechora » quinta mar 01, 2012 9:57 pm

Boas a todos

Recomendação generalizada aos possuidores de chip de potência nas ACs:

O primeiro chip montado em AC aqui aos companheiros do forum, foi em Novembro de 2010, ou seja, passou mais de 1 ano e três meses por isso aqui vai a informação que recebi do programador Alemão:

1 - O filtro de gasoleo deve ser trocado a cada 20000kms no máximo ou então na falta de quilometragem, deve ser trocado anualmente.
2 - Quem utiliza,o que é o meu caso, combustvel Low cost, esta regra deve ainda estar mais presente.

3- Para quem costuma, chegar de viagem antes de estacionar a AC, deve ter o cuidado de atestar o deposito da AC, antes da mesma arrefecer da viagem. Isto para evitar potênciais condensações dentro do deposito, ou seja, a água no sistema de injecção, origina oxidação em diversas partes do circuito, especialmente nos injectores. Eu sei que em regra geral atestamos antes de iniciar a viagem, mas agora, com esta informação há que mudar comportamentos, para quem tem chip ou não, é valido para todos os motores diesel.

Cumps
Ajudar para ser ajudado, principio da simplicidade...
alexandrechora
 
Mensagens: 526
Registado: sexta Oct 08, 2010 12:40 am
Localização: Lourinhã

AnteriorPróximo

Voltar para Mecânica, Manutenção e Bricolage

Quem está ligado:

Utilizador a ver este Fórum: Google [Bot] e 1 visitante