Biodiesel

Área dedicada a troca de informações sobre mecânica, manutenção e bricolage

Biodiesel

Mensagempor Duarte » sexta Oct 27, 2006 11:25 pm

Boa Noite

Por acaso já algum companheiro testou o Biodiesel em alguma viatura?

Parece ser uma energia renovável mas será que não tem consequencias nefastas nos motores a longo prazo?

Saudações Rolantes
Duarte
Guru do GPS
iGO Primo
Rapido 9086
Avatar do Utilizador
Duarte
Guru do GPS
 
Mensagens: 907
Registado: quarta nov 09, 2005 1:43 pm
Localização: São Bartolomeu de Messines - Algarve

Mensagempor time_out » sábado Oct 28, 2006 8:00 am

Bom dia

O biodiesel já está a ser usado comercialmente em alguns paises depois de alguns anos na fase "experimental"
Ver em : http://www.biodiesel.gov.br/
time out

Hymer B SL614
(Sintra - Portugal)
Avatar do Utilizador
time_out
 
Mensagens: 1045
Registado: domingo nov 13, 2005 7:48 pm
Localização: Entre Belas e Sintra

Mensagempor Passeante » domingo Oct 29, 2006 1:14 pm

:shock: Tenho um conhecido que está a utilizar um bio ainda mais bio, ou seja, sem o diesel. Usa neste momento apenas óleo vegetal, de girassol, comprado numa grande superfície, onde conseguiu melhor preço.
Não fez qualquer alteração ao motor.
Como inconvenientes apenas refere o caso de não poder utilizar o óleo no Inverno, pois abaixo dos 17º C não consegue arrancar...ah, e o cheiro.
Claro que também tem que despejar para o depósito uma data de garrafas, pois o que compra vem em garrafas de dois litros.
Ele começou por misturar óleo no gasóleo e neste momento funciona apenas a óleo.
Não nota nem aumento de consumo nem perda de potência. :lol:
Avatar do Utilizador
Passeante
 
Mensagens: 69
Registado: quarta nov 16, 2005 11:05 pm
Localização: Azeitão

Mensagempor fluis » segunda Oct 30, 2006 5:48 pm

Boa tarde,

Este assunto é, de facto, bastante interessante. Tem vantagens económicas e ambientais, neste último caso, a dobrar. Para além da menor poluição ambiente do óleo vegetal em relação ao diesel, também é uma forma de destruir os óleos usados na fritura, pois 1 litro de óleo depositado no esgoto, contamina cerca de 1 milhão de litros de água(o equivalente ao consumo de água de um adulto durante 14 anos! :shock: ).

Em relação a este assunto, como curiosidade , a Câmara Municipal de Sintra , faz a sensibilização e recolha de óleos usados junto das crianças das escolas do ensino básico, utilizando depois o biodiesel nos camiões do lixo. Deixo aqui alguns links que permitem ficar com uma ideia da experiência do Concelho de Sintra em relação ao Biodiesel:

http://dn.sapo.pt/2005/10/01/sociedade/sintra_biodiesel_circular_veiculos_c.html
http://www.cm-sintra.pt/NoticiaDisplay.aspx?ID=3836

Ficam aqui também as imagens, tanto do deposito de recolha de óleos, já espalhado no concelho de Sintra, como da bomba para abastecimento de Bio-Diesel aos veículos camarários:

Imagem
Imagem

Ainda em relação a este assunto, posso referir que, há 2 ou 3 anos atrás, acompanhei uma discussão sobre este assunto num fórum italiano de autocaravanismo e, entre as pessoas que já tinham experimentado, a impressão era positiva. Sendo que a desvantagem mais comentada era precisamente a dificuldade de utilização a baixas temperaturas. No entanto, lembro-me de uma opinião bastante curiosa de um dos membros que referia que, mesmo que o Biodiesel fosse ao mesmo preço, ou até ligeiramente mais caro que o gasóleo, não ia deixar de usar e outras pessoas deveriam de fazer o mesmo, para, por um lado diminuir a dependência energética em relação aos árabes e, por outro lado, diminuir a poluição atmosférica.
Fernando Luís
CI Riviera Garage
Mem Martins
Imagem
Avatar do Utilizador
fluis
Moderador
 
Mensagens: 2203
Registado: segunda nov 14, 2005 5:48 pm
Localização: Mem Martins

Mensagempor Luis Almeida » quarta nov 01, 2006 11:53 am

Boas!

A complementar a informação do FLuis: a Webasto e a Eberspächer, duas marcas de aquecimentos a gasóleo para ACs, confirmaram que os seus equipamentos funcionam sem problemas com o bio-diesel (excepção feita para os modelos D2 Camper e D4 Camper da Eberspächer).

Saudações a todos. :wink:
Luis Almeida

Charneca de Caparica
[ Rimor Europeo 87P ]
Avatar do Utilizador
Luis Almeida
 
Mensagens: 558
Registado: quarta Oct 19, 2005 3:46 pm
Localização: Charneca de Caparica

Mensagempor Passeante » terça nov 21, 2006 10:46 pm

:( Oops
Venho aqui corrigir um erro da minha inteira responsabilidade.
Desculpem ser tão tarde mas não tenho andado pelo fórum.
Afinal aquele meu conhecido não usa exclusivamente óleo vegetal. Usa sim uma mistura de óleo e gasóleo. Começou a misturar óleo depois de um contacto com um senhor holandês radicado cá e de seguida foi aumentando a percentagem de óleo. Neste momento usa cerca de dois terços de óleo. Óleo vegetal, de girassol, próprio para consumo humano.
Efectivamente não alterou nada no motor. Queixa-se apenas do cheiro a batatas fritas.
Entretanto o motor do carro do dito senhor holandês estoirou. Mas não há certezas de que a culpa seja do óleo, pois o carro já tinha sido comprado usado e pelos vistos bem usado.

A quem pensava em reduzir já o custo do consumo para metade, as minhas desculpas. A redução não é assim tão grande.
Mas se se preocupam em poupar no combustível, podem sempre dar umas voltas pelos sites e forums do GPL, de que eu sou utilizador. Pena é que as nossas autocaravanas sejam quase todas a gasóleo e para elas não haver a possibilidade (pelo menos rentável) de usar o GPL. Mas apostem nisso nos vossos carros a gasolina. Vão ver que metem umas coroas ao bolso, ou uns eros, como se diz agora...
Avatar do Utilizador
Passeante
 
Mensagens: 69
Registado: quarta nov 16, 2005 11:05 pm
Localização: Azeitão

Mensagempor fluis » sexta abr 13, 2007 10:36 am

Bom dia,

Para concretizar o objectivo de incorporação de 10 % de biocombustível até 2010, a Galp vai apostar no desenvolvimento da 2ª Geração deste combustível.
Com esta aposta a Galp espera conseguir colocar o nosso país na linha da frente na produção de biocombustíveis de elevada qualidade.

O ambiente sem dúvida agradece estas e outras medidas, de modo a reduzir a dependência dos combustíveis derivados do petróleo.

Podem ler a noticia completa aqui:

http://www.galpenergia.com/Galp+Energia ... mbustiveis
Fernando Luís
CI Riviera Garage
Mem Martins
Imagem
Avatar do Utilizador
fluis
Moderador
 
Mensagens: 2203
Registado: segunda nov 14, 2005 5:48 pm
Localização: Mem Martins

Mensagempor Luis Agostinho » domingo abr 15, 2007 8:43 pm

Boa noite,

Nos arredores de Madrid e noutras cidades Espanholas já se encontra áreas de serviço com Biodiesel. Sinceramente ainda não consegui perceber se podemos ou devemos usar esse tipo de combustivéis. Acho que neste momento ainda nada está definido em termos de eficiência ou não, para os motores, a utilização desse tipo de combustivel. Se tivermos em conta que a sofisticação dos motores cada vez exige mais qualidade nos combustiveis, não se percebe, se vamos começar andar com "Fula" ou "Vaqueiro" ou "Becel"... que faz bem ao coração!!! :wink:
Luis Agostinho
Ex-A748-2
 
Mensagens: 3470
Registado: domingo dez 04, 2005 2:49 pm
Localização: Parede,Cascais

Mensagempor Luis Almeida » segunda abr 16, 2007 8:31 am

Companheiros,

Independentemente das vantagens e desvantagens da utilização de biocombustível nos motores das nossas ACs convém também ter algum cuidado em analisar, junto do representante de cada marca, quais as eventuais "consequências" relativamente à garantia dos veículos.

Aquelas alíneas em letra mais pequena...

Saudações a todos. :wink:
Luis Almeida

Charneca de Caparica
[ Rimor Europeo 87P ]
Avatar do Utilizador
Luis Almeida
 
Mensagens: 558
Registado: quarta Oct 19, 2005 3:46 pm
Localização: Charneca de Caparica

Mensagempor fluis » segunda abr 16, 2007 4:39 pm

Boa tarde,

Apesar das compreensíveis reticências que os companheiros colocam na utilização do Biodiesel nos modernos motores diesel, a sua utilização irá ser incontornável num futuro muito breve, a isso o vão obrigar as directivas comunitárias.

Muito provavelmente já o utilizaram sem saber, ainda que em pequena percentagem. Vejam aqui esta notícia:
http://dn.sapo.pt/2007/01/19/economia/g ... l_gas.html

Aliás , segundo os especialistas o maior problema colocado pelo Biodiesel é a sua utilização com temperaturas mais baixas, e não as suas performances, que até podem ser superiores ao gasóleo tradicional. :D

Dificilmente um construtor poderá alegar perda de garantia pela utilização de Biodiesel na viatura, no entanto poderão sempre confirmar como sugere o Luís Almeida
Fernando Luís
CI Riviera Garage
Mem Martins
Imagem
Avatar do Utilizador
fluis
Moderador
 
Mensagens: 2203
Registado: segunda nov 14, 2005 5:48 pm
Localização: Mem Martins

Mensagempor Luis Agostinho » segunda abr 16, 2007 10:34 pm

Boa noite,

Nestas coisas de novas tecnologias e afins, o que me dana, e lendo atentamente a noticia do fluis, chega-se á conclusão que o biodiesel vai acabar por ser mais um grande negócio para alguns, mandando ás urtigas o factor ecológico!! :x
Os investimentos na ordem de milhões, por parte de empresas privadas, só pode significar isso mesmo. Num negócio tem de haver sempre retorno de capital investido. Com isto não quer dizer que o estado seja um santo de altar e através de impostos não coma também. Aliás basta ver o exemplo do GPL, que era a "barateza" no inicio e neste momento o mercado estagnou, em termos de adesão ao sistema. Aliás se já a Galp incorpora 3% de biodiesel, não se percebe, porque não se reflecte no preço final? E se já podia ter uma taxa de incorporação maior...porquê é que ainda não tem??

Costumava-se dizer que havia um partido politico que era a vanguarda da classe operária...que ia tão á frente que ninguém o conseguia apanhar!!!

Cá, sem bombas de venda ao público, já vamos em estudos para a 3ª geração do biosdiesel...Cadê a 1ª e a 2ª???

Em Espanha, qualquer bomba (passe o exagero) mais reles tem biodiesel para quem quiser!!!
Luis Agostinho
Ex-A748-2
 
Mensagens: 3470
Registado: domingo dez 04, 2005 2:49 pm
Localização: Parede,Cascais

Mensagempor fluis » terça abr 17, 2007 1:51 pm

Boa tarde,

Vou deixar aqui algumas notas para ajudarem na compreensão de como não é complicado a adopção do Biodiesel como combustível nos modernos motores Diesel:

Segundo registros históricos, o Dr. Rudolf Diesel testou o primeiro veiculo a diesel em Agosto de 1893 que funcionava a óleo de Amendoim, tratava-se de um Cilindro com cerca de 3 metros. Posteriormente em 1900, levou a sua invenção à mostra mundial em Paris, usando ainda óleo de amendoim como combustível.
Esta é uma frase sua em 1911:
“O motor a diesel pode ser alimentado por óleos vegetais, e ajudará no desenvolvimento agrário dos países que vierem a utilizá-lo. O uso de óleos vegetais como combustível pode parecer insignificante hoje em dia. Mas com o tempo irá-se-á tornar tão importante como o petróleo e o carvão são actualmente”.

Basicamente o motor a diesel consistia no princípio de funcionamento por combustão, que é originada pela compressão do ar e posterior injecção com pressão elevada do combustível, na precisa altura em que o ar atinge a máxima compressão.
Para que o motor funcionasse deste modo, foi preciso inventar acessórios auxiliares como bombas e bicos injectores (os avós dos actuais “Common-Rail” e Injectores Bomba, com gestões electrónicas sofisticadas), elaborar sistemas de múltiplas engrenagens, de modo a que a injecção do combustível aconteça na altura certa ou seja na passagem do pistão pelo ponto de máxima compressão.

Rudolf Diesel viria a registrar a patente de seu motor , tendo morrido a seguir na travessia do Canal da Mancha, morte essa que não foi explicada se se tratou de suicídio, de assassínio ou infeliz acidente.

Devido ao baixo preço do petróleo e seus derivados no início do século XX, a aplicação do Motor inventado por Diesel anos antes, acabou por se fazer utilizando um dos derivados do petróleo, o gasóleo, também designado por diesel em homenagem ao inventor deste tipo de motor.
Mais tarde com a crise do petróleo dos anos 70, e as que seguiram posteriormente, bem como as crescentes preocupações ambientais levaram a que se voltasse a pegar na ideia original de Rudolf Diesel e se recomeçasse os testes para utilização dos diversos óleos de origem vegetal e animal.

Muito importante é o impacto positivo no ambiente da utilização do Biodiesel em comparação com o gasoleo actual:
  • Reduz as emissões de CO CO2 em mais de 50 %
  • Elimina as emissões de enxofre (SO2), pois o biodiesel não tem enxofre na sua composição
  • Reduz as emissões de partículas em 50%
  • Apenas o NOX é produzido em maior quantidade do que o gasóleo.


Alguns links para quem quiser saber um pouco mais:
http://www.antral.pt/r_online/rev105/biodiesel.asp
http://www.europarl.europa.eu/news/expe ... ult_pt.htm
http://www.unicorp.org.br/v2/eventos/bi ... esel07.asp
http://enalternativas.no.sapo.pt/biodiesel.htm
http://www.biodiesel.gov.br/faq.html
Fernando Luís
CI Riviera Garage
Mem Martins
Imagem
Avatar do Utilizador
fluis
Moderador
 
Mensagens: 2203
Registado: segunda nov 14, 2005 5:48 pm
Localização: Mem Martins

O meu Biodiesel

Mensagempor jbmendes » quarta abr 18, 2007 11:36 pm

Nesta altura do campeonato, estou a colocar oleo vegetal alimentar do mais rasca do mercado (cerca de 72 centimos o litro) numa master 2.5.
Cerca de 6 litros de oleo de fritar batatas (fresquinho) para 20€ de gasóleo. A experiencia revela-se mais económica no preço, como no consumo. O cheiro é mais agradável, e a impressão é que faço mais kilómetros. Até ao momento (2 meses) estou a gostar da experiencia.
Em cada 3 litros dá um de borlex. Nada mal.

Cumprimentos
Avatar do Utilizador
jbmendes
 
Mensagens: 131
Registado: domingo nov 13, 2005 9:47 pm
Localização: Norte de Portugal

Mensagempor fluis » quinta jun 21, 2007 1:22 pm

Boa tarde,

Segundo a Galp, duas empresas norte-americanas, a petrolífera “ConocoPhillips”, e o fabricante de bens alimentares “Tyson Foods”, estão a estudar juntas a produção de um combustível equivalente ao biodiesel a partir da gordura da vaca, porco e frango.

Esta variante do biodiesel poderá vir a estar disponível na Europa.

Mais informações aqui:
http://www.galpenergia.com/Galp%20Energ ... %20gasoleo
Fernando Luís
CI Riviera Garage
Mem Martins
Imagem
Avatar do Utilizador
fluis
Moderador
 
Mensagens: 2203
Registado: segunda nov 14, 2005 5:48 pm
Localização: Mem Martins

Mensagempor Mario » quinta jun 21, 2007 1:51 pm

Bem confesso que esta questão do oleo de fritar me mete confusão (próprio de mal informado)mas vamos lá ver uma coisa o oleo vegetal não contem alguma percentagem de sal?Se contiver isso não vai dar cabo do sistema de injecção?Pode ser calinada mas foi uma coisa que me ocorreu :oops:
Aquele Abraço

Mário
Mario
 
Mensagens: 836
Registado: quinta mai 24, 2007 4:19 pm
Localização: Albergaria- a -Velha

Próximo

Voltar para Mecânica, Manutenção e Bricolage

Quem está ligado:

Utilizadores a ver este Fórum: Google [Bot] e 2 visitantes